quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Reunião para tratar de Políticas Públicas em prol dos superdotados de Campo Largo/PR


Campo Largo agora possui um Deputado Estadual após 24 anos sem esta importante representação. Muito se deve ao fato da conscientização da população local quanto a necessidade de ter um político por perto, que possa ser cobrado aqui na cidade mesmo. Aliás, este foi o tema da Campanha da ACICLA "Eu voto Campo Largo".

Na manhã do dia 16/10/14, o então Deputado eleito Alexandre Guimarães, esteve em reunião com a Diretoria da ACICLA e firmou muitos compromissos. A Dra. Eliane Metz, colocou o assunto das Altas habilidades e Superdotação no Município em pauta e o deputado prometeu se aprofundar na questão. Ele vai agendar uma reunião, intermediada pelo Dr. Adriano Huber, para tratarmos deste assunto e se colocou a disposição para sermos parceiros e levarmos às nossas crianças e adolescentes a melhor qualidade possível nas nossas salas. Se você tem interesse em participar desta reunião, entre em contato com a Eliane Moraes Metz : eliane@metzadvocacia.com ou pelo facebook mesmo "Altas habilidades/Superdotação AH/SD Campo Largo/PR"

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Maria Clara Sodré fala sobre atendimento especial a alunos superdotados

Por Maria Clara Sodré S. Gama*

A importância do atendimento especial aos alunos superdotados se justifica de três maneiras: necessidades educacionais, justiça social e necessidade econômica e política do país.


Maria Clara Sodré, coordenadora do Programa Estrela Dalva, fala sobre o atendimento especial aos jovens superdotados

Do ponto de vista das necessidades educacionais, justifica-se o atendimento especial da mesma maneira que se justificam as diferenciações para alunos com deficiências físicas ou mentais. Do ponto de vista da justiça social, justifica-se a oferta de oportunidades educativas diferenciadas dentro da lógica da equidade, ou seja, para alunos diferentes é justo que o atendimento seja diferente. E do ponto de vista econômico e político, justifica-se o atendimento especial a partir das exigências que a modernidade impõe sobre países que querem atingir níveis elevados de desenvolvimento tecnológico, científico e social.

Pesquisas indicam que, quanto mais cedo é feito o atendimento educacional diferenciado a crianças superdotadas, maiores são as chances de se tornarem adultos que contribuem para a comunidade. Os dados ainda mostram que nem todas as crianças que dispõem de aptidões superiores se tornam adultos talentosos. O aluno superdotado precisa de desafios acadêmicos complexos e variados para que suas habilidades se desenvolvam apropriadamente.

Pesquisas indicam também que, no Brasil, são poucos os alunos superdotados que participam de programas especiais que os desafiam intelectual e academicamente. Com relação a alunos superdotados de baixa renda, estes ainda enfrentam dificuldades para receber educação básica de qualidade: muitas vezes frequentam escolas que lidam com as mais variadas carências, tanto do ponto de vista material quanto do humano, impedindo-os de atingirem os níveis mais altos de especialização, condizentes com o seu potencial.

O Programa Estrela Dalva seleciona alunos superdotados de baixa renda na rede municipal de educação do Rio de Janeiro e os prepara para a entrada em escolas públicas de excelência, que oferecem educação de ótima qualidade. Hoje, 120 alunos do Programa frequentam o Colégio Pedro II, o Colégio de Aplicação da UERJ ou o Colégio Militar, e 60 alunos estão sendo preparados para os concursos de seleção dessas escolas.

Além disso, o Programa oferece oportunidades para os jovens se envolverem em atividades acadêmicas e culturais que vão muito além do que é oferecido na escola, tais como idas a concertos, museus, casas de cultura e de ciência, curso de inglês, oficinas especializadas (Direito, Biologia, Desenho Animado, Arquitetura, Mecânica, Economia, etc.) e tantas outras. Os patrocinadores e os profissionais do Programa acreditam que o Brasil não é tão rico nem tão abençoado com recursos naturais que possa ignorar educacionalmente o potencial humano dos alunos superdotados, sobretudo aqueles de baixa renda. Por isso, apostam na sua educação.

Maria Clara Sodré é Coordenadora do Programa Estrela Dalva para Alunos Superdotados


Clique aqui para conhecer o Instituto Brookfield 


Parabéns, Professora Maria Clara pelo lindo Projeto desenvolvido ! 

domingo, 19 de outubro de 2014

Lançamento de Livro "Altas Habilidades/Superdotação : Criatividade e Emoçã" de Fernanda Hellen e Outras

O livro Altas Habilidades/Superdotação (AH/SD): Criatividade e Emoção, organizado por Fernanda Hellen Ribeiro Piske, Járci Maria Machado, Sara Bahia & Tania Stoltz, será lançado no dia 11 de Novembro, em Foz do Iguaçu. Este livro reúne um conjunto de capítulos inovadores fruto de reflexões profundas e de investigações realizadas em contextos diversificados e realidades diferentes. 


Os autores provêm de diferentes  cantos do mundo o que traz uma grande flexibilidade nos olhares sobre a temática das altas habilidades e deixa entrever uma perspectiva original e potencialmente frutífero. A multiplicidade de olhares permite equacionar as preocupações sobre o desenvolvimento de talentos e perspectivar orientações de futuro.